10 setembro 2011

1001 Filmes: À Beira Do Abismo (The Big Sleep)

DIREÇÃO: Howard Hawks;
ANO: 1946;
GÊNEROS: Noir e Suspense;
NACIONALIDADE: EUA;
IDIOMA: inglês;
ROTEIRO: William Faulkner, Leigh Brackett, Jules Furthman e Raymond Chandler;
BASEADO EM: livro homônimo de Raymond Chandler;
PRINCIPAIS ATORES: Humphrey Bogart (Philip Marlowe); Lauren Bacall (Vivian Sternwood Rutledge); John Ridgely (Eddie Mar); Martha Vickers (Carmen Sternwood); Dorothy Malone (Proprietária da livraria Acme); Peggy Knudsen (Mona Mars); Regis Toomey (Inspetor Chefe Bernie Ohls); Charles Waldron (General Sternwood); Charles D. Brown (Norris); Bob Steele (Lash Canino); Elisha Cook, Jr. (Harry Jones) e Louis Jean Heydt (Joe Brody).





SINOPSE: "Philip Marlowe é contratado para ficar de olho em Carmen, filha do General Sternwood, que está andando com má companhias e pode trazer problemas. Philip logo se apaixona pela outra filha de Sternwood, a mais velha, Vivien, que o detesta." (Cineplayers).



"Um típico filme noir: uma história confusa, bandidos que viram mocinhos e mocinhos que viram bandidos, uma femme fatale, um canastrão, enredo noturno, muito sarcasmo e pouco cuidado com a aparência do filme. Apesar de não ser considerado um noir, tive uma clara sensação de assistir 'Os 39 Degraus (The 39 Steps, Alfred Hitchcock, 1935)', com mais tédio, menos risos e a sensação de ser mais demorado. É um filme interessante, principalmente pelas atuações, mas um tanto quanto superficial, faltando algo, faltando mais profundidade na trama, nas histórias e também nas interpretações."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo; 5: Excelente)
Jonathan Pereira





"Ao assistir este filme nos defrontamos com uma trama difícil de entender, mas ao mesmo tempo deixando os personagens cada vez mais enigmáticos, mostrando um detetive bem lúcido e que sabe tudo (só não conta para o expectador). Na história mal se conhece os personagens e eles já morrem – entram em sono profundo, como sugere o título original - deixando um ar de estranheza e mostrando o sarcasmo noir do filme em todas as falas dos personagens em cenas de longos diálogos. Humphrey Bogart se mostra aqui um ator bem à vontade com seu personagem e com sua amada (na arte e na vida) Lauren Bacall, um encontro de muito sucesso tornando-os atores supra reconhecidos como personalidades e casal no cinema americano, ele com seu jeito galante (pena que morto tão jovem) e ela com sua voz rouca e sexy, hoje com quase 90 anos. O encontro deles com um grande diretor da época clássica de Hollywood só poderia dar em um bom filme."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo; 5: Excelente)
Kleber Godoy





Para entender o que são os 1001 Filmes, acesse a página explicativa.

Para entender a dinâmica do 'O Teatro Da Vida' visite a página sobre o blog.






















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...