22 outubro 2011

1001 Filmes: Desejo E Reparação (Atonement)

DIREÇÃO: Joe Wright;
ANO: 2007;
GÊNEROS: Drama;
NACIONALIDADE: Inglaterra e França;
IDIOMA: inglês e francês;
BASEADO EM: livro homônimo de Ian McEwan;
PRINCIPAIS ATORES: Saoirse Ronan (Briony Tallis criança); Keira Knightley (Cecilia Tallis); James McAvoy (Robbie Turner); Romola Garai (Briony Tallis jovem); Vanessa Redgrave (Briony idosa); Brenda Blethyn (Grace Turner); Julia West (Betty); Harriet Walter (Emily Tallis); Juno Temple (Lola Quincey); Felix von Simson (Pierrot Quincey); Charlie von Simson (Jackson Quincey); Alfie Allen (Danny Hardman); Patrick Kennedy (Leon Tallis); Benedict Cumberbatch (Paul Marshall) e Peter Wight (Inspetor De Polícia).






SINOPSE: "Em 1935, uma garota acusa o namorado de sua irmã de um crime que ele não cometeu. Através de diversos pontos de vista, a história se desenrola por várias décadas e todos os envolvidos enfrentam as conseqüências." (Cinema Em Casa).



"Decidimos assistir o primeiro filme do livro, que foi postado na semana passada, 'Viagem À Lua (Le Voyage Dans La Lune, Georges Méliès, 1907)' e o último, o dessa postagem, para justamente poder ter ferramentas de comparação e entendimento acerca do cinema. O primeiro, é claro, já tem seu lugar reservado pelo pioneirismo, mas esse último era uma incógnita, que poderia ser surpreendentemente bom ou ruim. Não poderia ter um filme mais simbólico, que representasse melhor as ideias de Mélies do que essa bela e inesquecível história de amor. Apesar de nos seus gêneros não haver o Romance, é mais uma história de amor, que mais uma vez é contada de uma forma bela e profunda, mas também, surpreendente. Quando somos crianças, nossos pais, ou nós mesmos depois de velhos, costumamos achar e dizer: 'como é bom ser criança, que vive para brincar e brinca para viver!', realmente é essa realidade, mas que pode, em alguns casos, não ser resumida nesse 'dito popular'. Aqui, um ato infantil, ou melhor, cometido durante a infância, não só muda a vida de uma menina, mas acaba incluindo nessa mudança 'sem querer, querendo' a vida de todos a sua volta, acaba marcando a vida de pessoas apenas por uma série de pensamentos, e principalmente, uma única mentira, que será vivida por todos os personagens, queiram eles ou não, concordem eles ou não, se arrependam ou não, etc. O filme, entre tantos pontos positivos e acertados, tais como: atuações, fotografia, figurino, enredo e direção, também deixa uma reflexão, que nesse mundo contemporâneo em que vivemos, cada vez mais é sublimado a um nível inferior, quando na verdade, é base de tudo: o ato! Tudo que fazemos durante todo o nosso dia, desde daquilo que é mais comum ao mais diferente, banal ou importante, natural ou pensado, enfim, resultará em uma consequência, e o resultado um dia aparecerá, seja positivo ou negativo, ele virá! Acordar todos os dias traz uma responsabilidade vital para cada um de nós, e o que faremos naquele dia terá um valor, um resultado, que só saberemos com o tempo!"

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo5: Excelente)
Jonathan Pereira





"Gosto muito de Keira Knightley como atriz e ela já mostra seu potencial na trilogia Piratas do Caribe, de Gore Verbinski (Pirates Of The Caribbean: The Curse Of The Black Pearl, 2003; Pirates Of The Caribbean: Dead Man's Chest, 2006; Pirates Of The Caribbean: At World's End, 2007), sendo que neste filme o elenco também se mostra totalmente afinado para contar uma história de desejos, reparações e punições. Com fotografia e trilha sonora ímpares, a história do filme apresenta a vida com seus erros de percepções que constroem as realidades que vivemos. Triste, a história mostra uma vida que é repleta de pessimismo e que nos coloca frente a uma verdade da existência: sob lentes cruas e nuas de qualquer mecanismo de defesa, a vida é repleta de pesos, infelicidades, culpas e arrependimentos. Mas, de outro lado, nos deparamos com a questão: o que fazer com isso tudo que me deixa denso perante a existência? Briony Tallis, no filme, consegue dar vazão a tudo que grita dentro de si, apresentando uma alternativa válida. Um filme emocionante, mais um com a guerra como pano de fundo, apresentando a enorme culpa que um simples ato pode gerar... por toda a vida. Briony tenta proporcionar para o casal a felicidade que não tiveram, reparando seu erro, uma ótima passagem para nós refletirmos em como temos conduzido a difícil missão de proporcionar felicidade, não somente a nós mesmos, mas também aos demais a nossa volta."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo5: Excelente)
Kleber Godoy





Para entender o que são os 1001 Filmes, acesse a página explicativa.

Para entender a dinâmica do 'O Teatro Da Vida' visite a página sobre o blog.






















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...