15 outubro 2011

1001 Filmes: Viagem À Lua (Le Voyage Dans La Lune)

DIREÇÃO: Georges Méliès;
ANO: 1902;
GÊNEROS: Curta, Ficção Científica;
NACIONALIDADE: França;
IDIOMA: mudo;
ROTEIRO: Georges Méliès;
BASEADO EM: romance de Julio Verne 'Da Terra À Lua' e em romance de H. G. Wells 'Os Primeiros Homens Na Lua';
PRINCIPAIS ATORES: Victor André (não creditado); Bleuette Bernon (Mulher Na Lua); Brunnet (Astronômo); Jeanne d'Alcy (não creditado); Henri Delannoy (Capitão Do Foguete); Depierre (não creditado); Farjaut (Astrônomo); Kelm (Astrônomo) e Georges Méliès (Prof. Barbenfouillis).





SINOPSE: "Um grupo de exploradores faz uma viagem à lua de uma maneira inusitada: são atirados em uma cápsula por um canhão gigantesco. Na Lua, eles são capturados pelo povo selenita e precisam fugir para retornar à Terra." (Melhores Filmes).



"Esse é com certeza o filme mais importante da nossa saga, uma vez que é o começo da sétima arte, que segundo o wikipedia é 'a técnica e a arte de registrar e reproduzir imagens com impressão de movimento; as obras cinematográficas (mais conhecidas como filmes) são produzidas através da gravação de imagens do mundo com câmeras, ou pela criação de imagens utilizando técnicas de animação ou efeitos visuais'. Antes, já haviam sido produzidos filmes, com base nesta definição, porém, com 3 pontos importantes que antes desse filme não existiam: 1) a história que se contava era da vida real, acontecimentos reais, e não invenções, história imaginárias, ou como denominamos, ficção; 2) até então todos os filmes produzidos tinham em torno de 2, 3 minutos, sendo que esse foi o primeiro 'longa', e; 3) foi a primeira vez, que em um mesmo filme, foram usados os novos recursos de animação e efeitos especiais, com a utilização de técnicas como: sobreposição, fusão e exposição. Claro que se analisarmos ceticamente a definição de cinema, esse não foi o primeiro filme e talvez não haja um momento onde isso ocorreu, mas juntando esses 3 pontos, é inviável que alguém duvide de seu ineditismo e marco. Se o cinema tem a função de ensinar, retratar, registrar, e acima de tudo, de entreter, foi pela ideia dos irmãos Méliès, que nos proporcionou um dos maiores e mais difundidos meios de divertimentos do mundo contemporâneo e da forma que conhecemos hoje. Agora, falando sobre o enredo do filme, é pra mim, considerado o primeiro filme do cinema, e isso basta!


(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo5: Excelente)
Jonathan Pereira





"Falar de Le Voyage Dans La Lune é o mesmo que discursar sobre o início da história do cinema. Assim, em uma época na qual a sétima arte ainda nascia chega Georges Méliès e já a revoluciona, causa impacto nesta arte ainda bem pouco definida em seus poucos sete anos de existência. Portanto, é um marco na história do cinema, utilizando-se de ficção científica e efeitos especiais revolucionários. Além disso, mesmo assistindo aos seus poucos 13 minutos hoje em dia, mais de 100 anos depois de sua primeira exibição, é um filme para se encantar com a beleza dos cenários, do figurino, das imagens e do roteiro muito bem construído. Méliès, o diretor, também era mágico e circense, o que certamente contribuiu para a montagem desta obra tão especial, cheia de magia, já nos contando um pouco dos objetivos do cinema: ir além do que nossa realidade nos permite. Méliès teve uma vida frutífera, produzindo mais de 500 filmes, sendo que foi expectador na primeira exibição de cinema feita pelos irmãos Lumière, em 1895, e obteve reconhecimento de grandes figuras como Charles Chaplin. Por fim, esta obra é de domínio público e fácil de encontrar na internet, sendo que neste ano foi concluída sua restauração colorida, permitindo sua exibição no Festival de Cannes, e há rumores de que em breve poderemos vê-la em DVD nesta nova arte."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo5: Excelente)
Kleber Godoy



Para entender o que são os 1001 Filmes, acesse a página explicativa.

Para entender a dinâmica do 'O Teatro Da Vida' visite a página sobre o blog.






















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...