06 novembro 2007

O Retrato e o Incentivo da Leitura no Brasil

Por Kleber Godoy

Abaixo, publico duas notícias selecionadas que, para mim, são de grande importância para se caracterizar o quadro de leitores no Brasil e, consequentemente, agir para que cada vez mais pessoas sejam incentivadas, o quanto antes, a se iniciar no fabuloso mundo da literatura. Consequentemente, uma vida mais cheia de colorido, cultura, criticidade, etc.
____________________________________
Por Agência Brasil
em Gazeta Mercantil
3 outubro 2007



Uma nova pesquisa, em elaboração pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), vai traçar o retrato da leitura no Brasil e pretende apontar o número de obras lidas por brasileiros anualmente. O último índice da CBL, divulgado em 2001, registrava a leitura anual de 1,8 livro per capita no país. O resultado da nova pesquisa deverá ser anunciado no início de 2008.


Para o coordenador geral do Livro e Leitura do Ministério da Cultura, Jeferson Assumção, o índice registrado há 6 anos pode ser bem diferente. 'Nós temos a expectativa de que esse número já seja maior', disse o coordenador em entrevista à Agência Brasil.


O coordenador geral do Livro e Leitura do ministério lembrou que, no Rio Grande do Sul, o índice de leitura já aumentou e alcança 5,5 livros por habitante, com pico de 6,5 livros lidos por pessoa no município gaúcho de Passo Fundo e de 6 livros per capita em Porto Alegre.


Os dados são da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI). Para esses índices, eventos de incentivo à leitura são fundamentais, garante Assumção. A avaliação leva em conta os 53 anos da Feira do Livro no Rio Grande do Sul e os 25 anos de realização das Jornadas de Literatura no estado.


No ano passado o governo federal, com o lançamento do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), estabeleceu a meta de aumentar em 50% o índice de leitura nacional nos três anos seguintes. O plano articulou uma série de programas, projetos e políticas dos Ministérios da Cultura e da Educação, além de iniciativas dos governos estaduais e municipais e da sociedade.
'Mais do que uma campanha, o Plano é uma estratégia de estabelecer uma política de Estado para o livro e a leitura. Uma das ações visa colocar o livro em lugar de destaque no imaginário coletivo', frisou Assumção.


Amanhã (4), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, recebe um exemplar com a versão imprensa do PNLL. A entrega será feita pela escritora e ex-presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL) Nélida Piñon, em Brasília.
____________________________________
Por Agência Brasil
em Gazeta Mercantil
4 outtubro 2007


As ações de estímulo ao hábito de leitura têm crescido em todas as regiões brasileiras. A constatação é da gerente do Prêmio VivaLeitura e representante da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), Rosália Guedes.


'Como a qualidade dos trabalhos apresentados é boa, a gente pôde contemplar todas as regiões. E aí competindo capitais com cidades do interior. É a diversidade do Brasil', afirmou Rosália.


Este ano, foram selecionados 15 finalistas. Os projetos englobam ações implementadas em todo o país, como a Biblioteca Comunitária, de Tabuleiro do Norte (CE); o Retrato Falado, de Volta Redonda (RJ); e o Barco de Leitura, de Sena Madureira (AC). Não há concentração em uma única região do país.


O Prêmio VivaLeitura faz uma espécie de panorama das iniciativas feitas no país dentro da mobilização nacional pró-leitura. O objetivo é estimular, fomentar e reconhecer as melhores experiências que promovam a leitura.


A edição de 2007 recebeu um total de 2 mil inscrições e prevê anunciar, no dia 30 deste mês, as melhores ações de incentivo à leitura. Os vencedores são classificados em três categorias: bibliotecas públicas, privadas e comunitárias; escolas públicas e privadas; e organizações não-governamentais, pessoas físicas, universidades/faculdades e instituições sociais. Cada uma das iniciativas ganhadoras receberá R$ 25 mil. Esta é a segunda edição do prêmio, elaborado em conjunto pelos Ministérios da Cultura e da Educação e a OEI.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...