24 dezembro 2011

1001 Filmes: Uma História De Natal (A Christmas Story)

DIREÇÃO: Bob Clark;
ANO: 1983;
GÊNEROS: Comédia e Para A Família;
NACIONALIDADE: EUA;
IDIOMA: inglês;
ROTEIRO: Leigh Brown e Bob Clark;
BASEADO EM: contos de Jean Shepherd;
PRINCIPAIS ATORES: Peter Billingsley (Ralphie); Melinda Dillon (Mãe); Darren McGavin (Pai); Ian Petrella (Randy); Jean Shepherd (Voz Do Ralphie Adulto); Scott Schwartz (Flick); Tedde Moore (Sra. Shields); R.D. Robb (Schwartz); Zack Ward (Farkus); Yano Anaya (Grover Dill); Jeff Gillen (Papai Noel) e Leslie Carlson (Vendedor De Pinheiros, como Les Carlson).




SINOPSE: "Nos anos 40, Ralphie é um garotinho que sonha em ganhar uma bela espingarda vermelha de presente de Natal. A todo custo, tenta convencer seus pais superprotetores que esse é o presente ideal, mas ninguém parece querer ouví-lo, e por vários motivos a espingarda torna-se um presente cada vez mais distante para ele. O filme tornou-se um clássico natalino com o passar dos anos." (Cineplayers).


"Quem espera ver um filme de Natal típico de fim de ano, com uma história linear do encontro da família, da felicidade, do lado bom e certo da vida e nada além, não assista a esse filme. Claro que esses aspectos estão presentes no filme, afinal, é um filme de Natal, porém, tem pitadas bem dosadas de ironia e comicidade, agregada à conflitos de um menino que tem momentos que não são exclusivos dos últimos dias do ano, como: ser o herói que vai proteger sua família de todo mal existente na Terra, ou ter que superar o Bullying de um carinha mais velho da escola na volta para casa. Mas os adultos também nos apresentam situações do seu dia-a-dia que não costumamos ver abordados em um filme de Natal como a vida conjugal, os ciúmes, etc. Um filme de Natal bem diferente, que nos faz rir, indo de encontro à melancolia que esta data, e seus respectivos filmes, nos remete."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo; 5: Excelente)
Jonathan Pereira





"Ao falar deste filme estamos falando da obra mais memorável da carreira dos seus principais atores. A família do filme, assim como do diretor Bob Clark, aquele que passou pelos gêneros de terror, de família e de comédia, nem sempre sendo bem recebido pela crítica. A atuação da família se mostra perfeita dando a impressão de serem realmente uma família. Assim, quando Ralphie apronta travessuras na escola e teme o castigo do pai, mostra em todo seu corpo este pavor (e seu irmão, Randy, também). Ah, não podemos esquecer de comentar que ele é narrado pelo jovem Ralphie, mas quando mais velho, como se fosse um diário e este aspecto narrativo cai muito bem na história. Logo, estamos frente a um filme que nos diverte em diversas cenas, seja com as brincadeiras das crianças ou com os métodos da mãe para fazer seu filho mais novo comer. Tudo isso no tempo certo para uma comédia, não durando mais que 90 minutos. E no final, mais um filme especial de natal que motiva o expectador a acreditar que nesta época todos os sonhos podem se tornar realidade."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo; 5: Excelente)
Kleber Godoy





Para entender o que são os '1001 Filmes', acesse a página explicativa.

Para entender a dinâmica do 'O Teatro Da Vida' visite a página sobre.





















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...