19 novembro 2011

1001 Filmes: Babe - O Porquinho Atrapalhado (Babe)

DIREÇÃO: Chris Noonan;
ANO: 1995;
GÊNEROS: Comédia, Drama e Para A Família;
NACIONALIDADE: Austrália e EUA;
IDIOMA: Inglês;
ROTEIRO: George Miller e Chris Noonan;
BASEADO EM: em romance de Dick King-Smith chamado 'The Sheep-Pig';
PRINCIPAIS ATORES: James Cromwell (Fazendeiro Arthur H. Hoggett); Magda Szubanski (Esme Hoggett); Christine Cavanaugh (voz de Babe); Miriam Margolyes (voz de Fly 'Sheepdog'); Danny Mann (voz de Ferdinand 'Pato'); Hugo Weaving (voz de Rex 'Sheepdog'); Miriam Flynn (voz de Maa 'Ovelha'); Russi Taylor (voz de Duquesa 'Gata'); Evelyn Krape (voz de Velho Ewe); Michael Edward-Stevens (voz do Cavalo); Charles Bartlett (voz da Vaca Cow); Paul Livingston (voz do Galo); Roscoe Lee Browne (Narrator); Zoe Burton (Filha); Paul Goddard (Genro).





SINOPSE: "A fazenda do Sr. Hoggett um lugar quase perfeito, onde cada coisa ocupa o lugar certo. Até que nasce Babe, um leitãozinho que pensa que um cachorro. E convence até o dono da fazenda, que o inscreve no Campeonato Nacional de Cães Pastores, com consequências imprevisíveis." (Adoro Cinema)."



"Quando vi este filme listado entre os 1001 me perguntei: 'O que o faz estar aqui?' ou 'Não seria um exagero ou uma injustiça?', eis que chega o momento de assisti-lo e as respostas às minhas inconformidades também chegaram. Pela primeira vez o cinema consegue 'transformar' animais em pessoas. Através de técnicas de efeitos especiais até então não conhecidas, foi possível realizar o sonho do diretor de reproduzir no cinema o romance 'The Sheep-Pig' de Dick King-Smith e de forma memorável. Talvez ele tenha iniciado uma nova vertente no mundo do cinema, fazendo com que animais parecessem pessoas de tal forma que transparecessem emoções exclusivamente humanas, como: carinho, solidão, amizade, medo, raiva, altruísmo, egoísmo, etc. O filme tem um enredo muito rico do retrato da condição e vida humana, ressaltando características positivas e negativas. É um filme encantador, simples, leve e família que vale pela sua audácia em fazer de animais meros seres humanos com seus erros e acertos."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo; 5: Excelente)
Jonathan Pereira






"Babe é um daqueles filmes que mostram a evolução tecnológica no cinema, nos iludindo perfeitamente em acreditar que os animais mostrados tem atitudes e sentimentos semelhantes aos dos humanos, armando planos e... falando, conversando. Assim, superando a dificuldade de se produzir um filme com roteiro coerente e adulto o suficiente com animais falantes (talvez sendo possível justamente porque eles são bem humanos), a obra traz um estilo de filme com narração que se aproxima de um conto de fadas. Talvez a categoria conto de fadas caia bem para a história deste porquinho que livrou-se do certo destino de ir ao forno, sendo que isso só foi possível porque ele aprendeu a questionar para que servia, qual era seu destino – atitudes muito próximas da indecisão e incompletude do adolescente quando está para escolher uma profissão e outras coisas na vida. Neste caminho descobre seus talentos e usa deles para se comunicar com bondade com os demais. Enfim, uma história de amizade e transformação nas relações, trazendo uma narrativa bem inocente. Destaque para a bandeira vegetariana abordada no filme e para a belíssima atuação de James Cromwell (que se tornou vegetariano por conta desta história), o fazendeiro Arthur Hoggett. Este ator não precisa falar muito para se destacar, como já provou em outros trabalhos: 'Six Feet Under (A Sete Palmos, Alan Ball)', '24 (24 horas, Hiek Syrbiw e Robert Cochran)', entre outros. E não podemos deixar de citar a querida Magda Szubanski, sendo a Sra. Esme Hoggett."

(1: Ruim; 2: Regular; 3: Bom; 4: Ótimo; 5: Excelente)
Kleber Godoy





Para entender o que são os '1001 Filmes', acesse a página explicativa.

Para entender a dinâmica do 'O Teatro Da Vida' visite a página sobre.





















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...