07 setembro 2007

Homenagem do Teatro da Vida a Luciano Pavarotti

Por Kleber Godoy e Jonathan Pereira

*A redação abaixo é composta pela reprodução textos postados na BBC BRASIL.COM. Conta um pouco da biografia de Luciano Pavarotti, curiosidades de sua vivência profissional, assim como descreve manifestações de colegas do meio artístico pelo fato de sua morte. Fica registrado, então, o nosso afeto nesse momento em que o mundo perde um ser tão especial. Um ser que marcou sua presença.

"O mundo inteiro está escutando hoje a sua voz em todas as estações de rádio e televisão. E isso vai continuar. E esse é o seu legado. Ele nunca vai parar." Maestro Zubin Mehta
_______

Pavarotti foi um dos maiores tenores de todos os tempos

O cantor italiano iniciou sua carreira em 1961 e popularizou a ópera Um dos maiores cantores de ópera do mundo, o tenor Luciano Pavarotti morreu na madrugada desta quinta-feira, aos 71 anos, vítima de câncer no pâncreas. Nascido em 12 de outubro de 1935 em Modena, no norte da Itália, Pavarotti era filho único de um padeiro.

Quando menino, parecia mais interessado em futebol do que em música, e seu primeiro contato com a fama foi como jogador do time do Modena.

Pavarotti começou a cantar em um coral da cidade, ao lado do pai, que era tenor amador e amante de ópera.

Depois que o coral no qual cantava ficou em primeiro lugar em um concurso internacional, ele decidiu seguir a carreira de cantor.

Pavarotti estreou profissionalmente em 29 de abril de 1961 no papel de Rodolfo na ópera La Bohème, de Puccini, em Reggio Emilia.

Depois de fazer sucesso na Itália, apresentou-se em Amsterdã, Viena, Zurique e Londres.

Em 1965, Pavarotti estreou nos Estados Unidos em uma montagem da ópera Lucia de Lammermoor, de Donizetti, em Miami, ao lado de Joan Sutherland, que se tornaria uma das grandes parceiras de sua carreira.

Em 1972, ele fez uma apresentação histórica no Metropolitan Opera, de Nova York. O tenor atingiu nove vezes uma nota dó aguda, provocando aplausos emocionados do público.

Três Tenores

Seus discos de ópera e de músicas italianas tornaram-se campeões de venda.

Pavarotti ficou ainda mais famoso após se apresentar no concerto dos Três Tenores durante a Copa do Mundo de 1990, na Itália. A parceira com José Carreras e Plácido Domingo foi transmitida para todo o mundo.

Ao lado de José Carreras e Plácido Domingo, Pavarotti participou do concerto dos Três Tenores

O disco gravado nesta apresentação tornou-se um dos mais bem-sucedidos da história da música clássica.

Pavarotti passou a se apresentar em megaespetáculos ao ar livre.

Em 1992, apresentou-se diante de milhares de espectadores – inclusive o príncipe Charles e sua então esposa, Diana, – no Hyde Park de Londres.

Em junho de 1993, cantou para mais de 500 mil pessoas no Central Park, em Nova York. Meses depois, um concerto de Pavarotti reuniu 300 mil espectadores na Torre Eiffel, em Paris.

Os grandes concertos de Pavarotti geraram polêmica no mundo da música clássica. Alguns criticavam a grandiosidade dos espetáculos, enquanto outros defendiam a popularização do estilo musical.

Pavarotti também foi criticado por cantar ao lado de músicos pop, como Sting, Bono e Bryan Adams.

Em março de 2004, Pavarotti fez sua última apresentação em uma ópera, em Nova York. Ele cantou Tosca, de Puccini, e recebeu aplausos de 11 minutos de duração.

Em 2006, ele chegou a anunciar um tour de despedida que passaria por 40 cidades, mas teve de interromper os concertos por problemas na coluna, laringite e infecção na garganta.

Em julho de 2007, anunciou que não cantaria mais até o fim do ano.

Tenores lideram homenagens a Pavarotti

Os tenores Plácido Domingo e José Carreras e outros artistas fizeram homenagens ao cantor de ópera italiano.

"Eu sempre admirei a glória divina da sua voz", disse Domingo, que cantou ao lado de Pavarotti nos concertos dos Três Tenores, há mais de dez anos.

José Carreras, o outro dos Três Tenores, disse que Pavarotti foi "um dos mais importantes tenores de todos os tempos".

O corpo de Pavarotti está sendo velado na catedral de Modena. Ele será sepultado no sábado à tarde.

Jogador de Pôquer

Domingo lembrou "aquele inconfundível timbre especial da mais grave à mais aguda nota do tenor".

"Eu também adorava o seu maravilhoso senso de humor", disse.

"Em muitas ocasiões dos nossos concertos dos Três Tenores, nós tínhamos dificuldade em lembrar que estávamos fazendo um show diante de uma platéia que pagou, porque nós nos divertíamos demais."

O espanhol Carreras disse: "Nós temos que lembrar dele como o grande artista que foi, o homem com uma personalidade carismática maravilhosa – um amigo muito bom e um ótimo jogador de pôquer".

Silêncio

No teatro La Scala, de Milão, onde Pavarotti se apresentou 140 vezes, houve um minuto de silêncio em homenagem ao cantor na quinta-feira.

Joan Sutherland, que cantou ao lado de Pavarotti desde o começo da carreira dele, nos anos 1960, disse que foi "uma grande alegria" trabalhar com ele.

"Era incrível ficar ao lado dele e cantar junto", disse ela ao programa de rádio Today da BBC.

"A qualidade do som era tão diferente. Você sabia exatamente que era Luciano que estava cantando."

O maestro Zubin Mehta, que dirigiu Pavarotti nos concertos dos Três Tenores em Roma e Los Angeles, disse: "O mundo inteiro está escutando hoje a sua voz em todas as estações de rádio e televisão. E isso vai continuar. E esse é o seu legado. Ele nunca vai parar."

Mundo pop

Pavarotti também tinha muitos amigos no mundo da música pop.

O cantor britânico Elton John disse que "é um dia muito triste para a música, e um dia triste para o mundo".

Sting disse: "Nós perdemos um grande amigo, uma grande voz e o mundo é um lugar menor sem o grande homem."

O cantor do grupo irlandês U2 disse que Pavarotti era "um grande vulcão de homem, que cantava fogo, mas jorrava amor à vida em toda a sua complexidade".

"Eu falei com ele na semana passada", disse Bono. "A voz que era mais alta do que de qualquer banda de rock era um sussurro. Ainda assim ele comunicava o seu amor. Cheio de amor."

O guitarrista do grupo de rock Queen Brian May disse que o mundo é "um lugar mais triste com a perde deste gigante gentil".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...