26 janeiro 2012

Dois Pontos: O Cotidiano, Seus Plantios E Suas Colheitas

Por Kleber Godoy


Muitos dos meus conhecidos e amigos estão voltando das férias nestes dias, os que a tiveram. Deixo uma reflexão para o seu retorno, leitor deste espaço, que já voltou, que está voltando ou que irá voltar ao trabalho em breve.


O que tenho a dizer é simples. Se viver não é preciso, mas navegar sim, precisamos pensar em como estamos navegando. E penso sempre em navegar como forma de criar. Se navegar é criar, precisamos pensar no que estamos criando em nossos espaços de trabalho e convívio social. Estou falando isso porque me interesso pelos temas da psicologia enquanto prática dentro dos espaços organizacionais, mas principalmente porque presencio muita pulsão de morte (agressividade), muitos sentimentos negativos e muitos conflitos nos ambientes de trabalho em que passo/atuo/observo. Acredito, assim, que um mundo melhor de relações pode ser criado a partir de pequenos gestos, meus, seus... de cada um.

Mudanças começando de dentro, de nós primordialmente, não do outro. Vejo pessoas que desde a hora em que acordam não veem a hora de sair do seu espaço de trabalho, voltar para casa... dormir (e poder exercitar este protótipo de morte artificial diária).

Pode-se ser mais feliz nos espaços educacionais, organizacionais, familiares... mas não sem re-flexão – este pensar sobre o próprio pensamento, este querer evoluir em seus conceitos, preconceitos, pré-conceitos e verdades pré-estabelecidas. Junto a isso também são ingredientes importantes a vontade, o esforço, o querer.

Fica a dica. Ótima semana a todos... e até a próxima crônica.

"Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo de plantamos." (provérbio chinês)


Para entender a dinâmica do 'O Teatro Da Vida' visite a página sobre o blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...