01 abril 2011

Olimpo Musical: Aerosmith

Por Jonathan Pereira

* Antes de começar a ler sobre o Aerosmith, sugiro descer até o final da página e apertar o play do tocador para sentir verdadeiramente o que está escrito aqui.




INTEGRANTES ATUAIS
Steven Tyler (vocal), Joe Perry (guitarra), Brad Whitford (guitarra), Tom Hamilton (contra-baixo) e Joey Kramer (bateria e percussão).

EX-INTEGRANTES

ORIGEM
Boston, Massachusetts, EUA.

PERÍODO EM ATIVIDADE
1970 até hoje;

DISCOGRAFIA
14 álbuns de estúdio, 5 álbuns ao vivo e 9 álbuns de compilação. Total de 28 álbuns;

PROJETOS ASSOCIADOS
Jam Band (Joe Perry e Tom Hamilton), The Joe Perry Project (Joe Perry), TAB The Band (Joe Perry), The Jimmy Crespo Project (Jimmy Crespo), Whitford/St. Holmes (Brad Whitford) e Chain Reaction ou Stranguers (Steven Tyler);

PREMIAÇÕES
American Music Awards: 7, Billboard Music Awards: 4, Boston Music Awards: 2, Grammy Awards: 4, MTV Europe Music Awards: 1, MTV Video Music Awards: 10, People's Choice Awards: 1 e Teen Choice Awards: 2.

CURIOSIDADES
- O Aerosmith tem seu próprio feriado em Massachusetts. O dia 13 de abril foi declarado como 'Aerosmith Day' desde 1993;
- A banda participou do filme 'Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band', em homenagem aos Beatles, que contava com Bee Gees e Peter Frampton como os bons e Alice Cooper e Aerosmith como os maus;
- Na época do Toxic Twins a banda vendeu seu primeiro avião para comprar cocaína. Steve Tyler e Joe Perry colocaram fogo em um quarto de hotel, depois da tentativa frustada de incinerar uma enorme quantidade de maconha para fazer uma espécie de sauna hemp.






Depois da nossa nova fase aqui no blog, já conseguimos um espaço para falar do cinema, da literatura, fazer homenagens à grandes pessoas e artistas, fatos do nosso cotidiano, e estávamos sentindo falta de um espaço para a música, que é o alimento da alma, conjunto de emoções vibrantes que nos entra pelos ouvidos e nos traz o sentimento de que somos melhores, mais livres, mais felizes, mais leves, onde conseguimos forças e renovamos nossa vontade de viver. Portanto, esse espaço era esperado e estava em branco aqui no blog. Mas para falarmos de música, não bastaria escrevermos sobre ela, pois diferente do cinema e da literatura, a música apenas em letras não representa o que ela é de verdade. Para tanto deveríamos ter uma forma de trazê-la até aqui para vocês.

A partir de agora, vamos trazer periodicamente uma seleção de 15 músicas de grandes interpretes, nacionais ou internacionais. Estes escolhidos são grandes para nós e por ventura pode ser para mais pessoas. Assim, começamos com uma das maiores bandas de rock da história e uma das que há mais tempo está em atividade, e isso é fato, não é opinião.

Hoje vamos falar da maior banda de rock norte-americana da história, que já vendeu mais de 150 milhões de cópias em todo o mundo. A palavra Aerosmith não tem nenhum significado especial, e a idéia da banda começou dentro de uma lanchonete onde trabalhava Joe Perry que atendeu Steven Tyler, da qual foi convidado a assistir a uma apresentação da banda Jam Band, formada justamente por Joe Perry e Tom Hamilton.

O Aerosmith já lançou 28 álbuns, sendo que os 2 primeiros 'Aerosmith' de 1972 e 'Get Your Wings' de 1974 foram um fracasso de vendas, mas a partir do lançamento de 'Toys In The Attic' em 1975 eles foram considerados um dos grandes do rock mundial. Já em 1976 é lançado 'Rocks' considerado um dos discos clássicos do Rock. Entre 1979 e 1984 o Aerosmith lançou mais 5 álbuns: 'Draw The Line' em 1977; 'Live! Bootleg' em 1978; 'Night In The Ruts' e 'Greatest' Hits em 1979, e; 'Rock In A Hard Place' em 1982, em uma das fases mais turbulentas e conturbadas da banda, na qual aconteceu o acidente de moto de Steve Tyler, a saída de Joe Perry e Brad Whitford da banda, o consumo exagerado de drogas, os excessos causados pelo dinheiro, divergências internas, etc.

Em 1985 é lançado o álbum 'Done With Mirrors'. Em 1986 sai o segundo álbum ao vivo da banda 'Classics Live! Vol. 1' que os colocam de novo ao topo, muito ajudado pelo sucesso da parceira do Aerosmith com os rapper's do Run D.M.C., ao combinar rock e rap. E 1987 é lançado o álbum 'Classics Live! Vol. 2' e 'Permanent Vacation', reafirmando a banda na parada de sucesso e marcando o fim da dependência de drogas entre seus integrantes. Em 1989 a banda entra em uma das melhores fases da carreira com o lançamento de 'Pump', que trazia a faixa Janie's Got a Gun que lhes rendeu o primeiro Grammy. Em 1993 é lançado 'Get A Grip' que rende mais dois Grammy por Livin' On The Edge e Crazy. Em 1997 é lançado 'Nine Lives' que traz a música Pink rendendo o quarto Grammy à banda. Já em 1998 a banda estoura nas paradas com a faixa I Don't Want To Miss A Thing, tema do filme Armageddon.

Em 2000 a banda é inserida na 'Calçada da Fama do (Rock 'N' Roll Hall Of Fame)'. Desde 2001 até hoje o Aerosmith lançou mais 4 discos: 'Just Push Play' em 2001; 'Honkin' On Bobo' em 2004, sendo esse o último álbum de estúdio da banda; 'Rockin' The Joint' em 2002, e; 'Devil's Got A New Disguise: The Very Best Of Aerosmith' em 2006. E em 2007 o Aerosmith faz seu primeiro show no Brasil, em única apresentação no estádio do Morumbi, em São Paulo, para um público superior a setenta mil pessoas. Já em 2008 a banda marca presença em outro campo do entretenimento, o de jogos digitais, onde é lançado Guitar Hero: Aerosmith, sendo a primeira banda a ter seu jogo exclusivo.

Fico surpreso em ver colocando Aerosmith como Deus musical, pois apesar de gostar de todo tipo de música, certamente o Hard Rock e gêneros do tipo ficam bem distantes das músicas que mexem com minha alma. Porém, por outro lado, a cada dia que aprendo mais sobre música, e a cada nova música ouvida, acabo descobrindo que as maiores 'baladas românticas' são as cantadas por bandas de rock, hard rock, etc. e um bom exemplo disso é justamente 'Os Meninos Maus de Boston', ou seja, Aerosmith.

Isso se deva ao fato de que colocar bateria, baixo e guitarra para fazer um som melódico dê um belo resultado musical, e ainda, agregando a esses arranjos vozes roucas, estridentes, graves, esticadas, etc., resultando em excelência sonora para os amantes das músicas 'dor de cotovelo'. E isso não tem necessariamente a ver com a letra da música, mas sim com a melodia, com o som resultante dessa junção.

A começar pela figura emblemática de Steve Tyler que é a caricatura em pessoa. Sua voz é única e ímpar. Grave, estridente, rouca, muda do agudo para o grave no mesmo instante e sem perder a pressão necessária para um vocalista de banda de rock. Ela é pesada, conturbadora, arrebentadora de tímpanos, caso o volume esteja um pouco acima da média, mas é uma voz apaixonante, arrebatora, cativante, melódica e profunda. Cada frase cantada parece que precisou de um pouco da sua vida para fazê-la, e por tudo isso, ouvir uma balada romântica na voz dele é como transcender do seu corpo material a um momento altamente sublime.

Claro que o Aerosmith, assim como toda e qualquer banda, não é formada apenas pelo vocalista. Ao lado dele, é vital a presença dos guitarristas, baixistas e bateristas para que o som seja completo. O vocalista numa banda de rock é como uma xícara de café e os músicos como um pedaço de bolo de fubá, um sem o outro é bom, mas juntos são inesquecíveis.

Segue abaixo a lista, selecionada por mim, das 15 melhores músicas do Aerosmith em ordem de importância e uma playlist com as mesmas músicas, para se deliciar ao som poético e apaixonante do Aerosmith:


1ª) I Don't Want To Miss A Thing
1998 (Diane Warren)

2ª) Fly Away From Here

3ª) Amazing
1993 (Steven Tyler e Richie Supa)
4ª) Angel
1988 (Steven Tyler e Desmond Child)

5ª) What It Takes
1989 (Steven Tyler, Joe Perry e Desmond Child)
6ª) Cryin'
1993 (Steven Tyler, Joe Perry e Taylor Rhodes)

7ª) Jaded
2000 (Steven Tyler e Marti Frederiksen)

8ª) Dream On
1972 (Steven Tyler)

9ª) Luv Lies
2000 (Steven Tyler, Joe Perry, Marti Frederiksen e Mark Hudson)

10ª) Janie's Got A Gun
1989 (Steven Tyler e Tom Hamilton)

11ª) Full Circle
1996 (Steven Tyler e Taylor Rhodes)

12ª) Sunshine
2001 (Steven Tyler, Joe Perry e Marti Frederiksen)

13ª) Sedona Sunrise
1989 (Steven Tyler, Joe Perry e Jim Vallance)

14ª) The Other Side
1989 (Steven Tyler, Jim Vallance e Holland-Dozier-Holland)
15ª) Falling In Love (Is Hard On The Knees)
1996 (Steven Tyler, Joe Perry e Glen Ballard)






Para entender a dinâmica do 'O Teatro Da Vida' visite a página sobre o blog.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...